Bastidores da Incorporação – Parte II


Na primeira parte desse especial sobre os Bastidores da Incorporação, mostramos como funciona a escolha do terreno e a compra do local. Agora, vamos abordar a etapa das obras.

Em um empreendimento de grande porte essa fase dura entre 21 e 24 meses e emprega cerca de 200 operários, geralmente de empreiteiras contratadas.  A complexidade do processo transforma o local das obras em praticamente uma minicidade, na qual cada um tem sua função dentro de uma hierarquia.  Para ficar mais claro, um exemplo seriam os prefeitos e subprefeitos, que na nossa “minicidade” seriam os engenheiros e mestres de obras.

Os materiais necessários para a obra são numerosos. Para ser ter uma ideia, em um empreendimento de grande porte são consumidas cerca de 48 toneladas de cimento por semana. Impressionante, não?

Diversas empresas terceirizadas são envolvidas nesse processo. A qualidade da mão de obra é altamente qualificada e os treinamentos são constantes, garantindo o andamento da construção.

Outro ponto importante para destacar é a gestão de resíduos. Gesso, metal, papel, madeira, plástico e concreto são recolhidos e repassados a cooperativas de reciclagem.

É assim que garantimos a qualidade dos nossos empreendimentos. No próximo post falaremos sobre “Entrega e Serviços”.

Bastidores da incorporação – Parte I


Definir pela compra de um imóvel hoje é muito mais fácil do que foi no passado. É só escolher a localização, ver se o decorado agrada e se é realmente aquilo que você busca e definir como pagar. Mas já imaginou tudo o que precisa ser levado em conta até que você leve suas coisas para seu mais novo lar? 

Não faltam processos necessários até que tudo entre normalmente nos trilhos. Quer ver só como? Da escolha do terreno aos serviços que facilitam a vida do futuro morador, a elaboração de um empreendimento da Cyrela vai muito além do bate-estaca do canteiro de obras. Nesse especial vamos mostrar a vocês todas as etapas fundamentais desse processo. A primeira parte é a escolha do terreno.

 

Essa identificação e a compra do terreno é uma das etapas mais difíceis do projeto. Isso porque conta com diversas variáveis que tornam difícil de prever com exatidão o período em que pode levar até bater o martelo pela aquisição.

As construtoras e incorporadoras estão habituadas a receber ofertas. Mas isso não basta. Há um grande trabalho de pesquisa que mostra tendências da região, projeções de valorização da área, potencial de crescimento do entorno. Tudo isso influencia de maneira significativa a decisão de ficar ou não com aquele terreno. Esse trabalho na Cyrela Brazil Realty é feito pelo setor de inteligência de mercado.

A partir daí e com os dados todos em mãos, um comitê da companhia avalia se é possível e viável ir ou não adiante com a compra do local. Chega, então, o momento de descobrir como está a procura por imóveis na região, que tipo de residência as pessoas buscam no local, qual a renda média da população local, entre outros recursos. Sem a quantidade de compradores em potencial e uma análise  do perfil dessas pessoas, nenhum projeto do gênero caminha. 

Esses procedimentos ajudarão a definir, posteriormente, que estilo, tamanhos e tipo de imóvel será construído no terreno. Finalizada essa etapa, é a vez da elaboração do projeto. Mas isso é assunto para outro post. Fique de olho e acompanhe a continuação dessa história.