Bastidores da incorporação – Parte I


Definir pela compra de um imóvel hoje é muito mais fácil do que foi no passado. É só escolher a localização, ver se o decorado agrada e se é realmente aquilo que você busca e definir como pagar. Mas já imaginou tudo o que precisa ser levado em conta até que você leve suas coisas para seu mais novo lar? 

Não faltam processos necessários até que tudo entre normalmente nos trilhos. Quer ver só como? Da escolha do terreno aos serviços que facilitam a vida do futuro morador, a elaboração de um empreendimento da Cyrela vai muito além do bate-estaca do canteiro de obras. Nesse especial vamos mostrar a vocês todas as etapas fundamentais desse processo. A primeira parte é a escolha do terreno.

 

Essa identificação e a compra do terreno é uma das etapas mais difíceis do projeto. Isso porque conta com diversas variáveis que tornam difícil de prever com exatidão o período em que pode levar até bater o martelo pela aquisição.

As construtoras e incorporadoras estão habituadas a receber ofertas. Mas isso não basta. Há um grande trabalho de pesquisa que mostra tendências da região, projeções de valorização da área, potencial de crescimento do entorno. Tudo isso influencia de maneira significativa a decisão de ficar ou não com aquele terreno. Esse trabalho na Cyrela Brazil Realty é feito pelo setor de inteligência de mercado.

A partir daí e com os dados todos em mãos, um comitê da companhia avalia se é possível e viável ir ou não adiante com a compra do local. Chega, então, o momento de descobrir como está a procura por imóveis na região, que tipo de residência as pessoas buscam no local, qual a renda média da população local, entre outros recursos. Sem a quantidade de compradores em potencial e uma análise  do perfil dessas pessoas, nenhum projeto do gênero caminha. 

Esses procedimentos ajudarão a definir, posteriormente, que estilo, tamanhos e tipo de imóvel será construído no terreno. Finalizada essa etapa, é a vez da elaboração do projeto. Mas isso é assunto para outro post. Fique de olho e acompanhe a continuação dessa história.

Bem-estar dentro de casa


Flores, verde e água. Os elementos que compõem o projeto paisagístico dos empreendimentos imobiliários estão cada vez mais diversificados. Hoje, seja de alto, médio ou baixo padrão, todos os lançamentos imobiliários já são apresentados com o paisagismo exuberante.

Além de agregar muito valor ao local, um bom planejamento dos espaços abertos pode se refletir diretamente em qualidade de vida para quem está ali. Os espaços criados dentro dos condomínios permitem que todos se esqueçam que vivem em meio ao caos dos grandes centros urbanos.

E não é à toa. A vida tende a ser cada vez mais estressante e, como uma fuga dessa realidade, as pessoas passam a buscar aconchego dentro de casa. Cada vez mais o “estar em casa” é valorizado por todos.  Estar com os amigos, brincar com os filhos ou relaxar deixou de ter como pré-requisito sair de casa.

Seguindo essa tendência, vemos cada vez mais itens de lazer nos condomínios, buscando oferecer o tão buscado bem-estar.

O jardim passou então a ter suas funções ampliadas. Já não é mais apenas um local de contemplação ou estar. É o local onde, em geral, vivem-se os melhores momentos “dentro de casa”.

Área de lazer – Saint Barth (Península)

Empreendimento RJZ Cyrela

Crescimento de 390% no mercado do Rio de Janeiro!


Que o mercado imobiliário do Rio de Janeiro vem crescendo muito, não é novidade. Mas os números de fato impressionam – 390% de crescimento na última década. É o que aponta a reportagem publicada no site da ADEMI-RJ (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário).

No texto, destaca-se a atual demanda por imóveis comerciais, atendendo ao desenvolvimento dos bairros.

Confira o texto completo aqui.

Mais uma vez, a Barra é apontada como principal foco de lançamentos da cidade.

É o caso do bairro lançado pela RJZ Cyrela em parceria com a Carvalho Rosken – Cidade Jardim.

O local, com infraestrutura própria e um parque de 110 mil m², já conta com quatro empreendimentos lançados: Reserva Jardim, Reserva do Parque, Maayan e Majestic.

E, para atender a essa demanda, o Universe Empresarial já é um sucesso de vendas e está localizado no novo centro metropolitano do Rio de Janeiro – uma área de quatro milhões de m², exatamente ao lado do Shopping Metropolitano.

Aproveite os lançamentos e acompanhe o crescimento da capital mais pujante do Brasil!

UPGRADE RIO – RJZ Cyrela


A RJZ Cyrela trabalha sempre pensando no seu cliente. E é com esse sentimento que apresenta agora mais uma facilidade para quem quer morar em um empreendimento com o padrão RJZ Cyrela! É o UPGRADE!

A empresa passa a aceitar o imóvel do cliente como parte de pagamento de um novo apartamento!

Apresente para seus clientes essa facilidade, observando as regras do programa:

Vale lembrar que, no caso de compra de um imóvel que ainda não esteja pronto, o cliente tem o direito de permanecer em seu apartamento em regime de comodato. Não existe a preocupação de encontrar um imóvel para alugar durante o período de obra. Ele deve entregar o imóvel em até 90 dias após a instalação de condomínio.

Dessa forma, nossos clientes tem mais tranqüilidade na hora de mudar para um apartamento ainda melhor!

Conte essa novidade para seus clientes e consulte seu gerente para tirar dúvidas a respeito dessa ação!

Quem já tem um cliente que se encaixe nessa ação? APROVEITE!

Boas vendas!!

Índice Nacional de Custo da Construção – INCC


A partir de hoje o Seller On passa a mostrar para você, na barra lateral, o valor atualizado do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) apura a evolução dos custos da construção civil mensalmente e essa variação é mostrada no INCC. A coleta de dados é feita em sete capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília.

INCC em Resumo

Principais usos:

Apura a evolução dos custos no setor da construção, um dos termômetros do nível de atividade da economia.

Abrangência Setorial:

Materiais e equipamentos, serviços e mão-de-obra.

(Fonte: FGV)

No mercado imobiliário, quando um cliente compra um apartamento que ainda não foi construído ou não está pronto, seu fluxo de pagamento será corrigido pelo INCC. Visa-se, dessa forma, garantir que a incorporadora/construtora não tenha prejuízo decorrente da variação no custo da obra. A parcela do mês vigente será corrigida pelo INCC de dois meses antes.

Ex.: Parcela com vencimento para 06 de maio de 2012 terá como base o INCC de março de 2012.

Considerando que também existe o IPCA – índice que mede  a inflação mensal – podemos mostrar para nosso cliente que a variação dos dois índices é semelhante, verificando que “seu dinheiro” também será corrigido ao longo do fluxo de pagamento.

Confira o gráfico comparativo que mostra o histórico da variação do INCC-M e do IPCA nos últimos 12 meses:

Adorabile – Tijuca


A ADEMIRJ (Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro) publicou este mês um artigo sobre a nova área de desenvolvimento do Rio:

“Depois de um longo período de estagnação, a Tijuca – bairro tradicional da Zona Norte do Rio – volta ao topo dos preferidos do mercado imobiliário. O ressurgimento no mapa de empreendimentos se deve,em grande parte, à instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), que, desde 2010, devolveram a tranquilidade aos morros da região.

(…)

Para 2012, a expectativa é de que o desenvolvimento do bairro siga em ritmo acelerado, com crescimento em torno de 20%. O presidente da ADEMI, José Conde Caldas, diz que a Tijuca faz parte de uma retomada de investimentos perceptível em toda a Zona Norte.

“São Cristóvão e Del Castilho passam por fenômenos semelhantes. O importante é que o Rio cresce em diferentes direções. Os imóveis comerciais também estão em alta“, comenta Caldas.”

A RJZ Cyrela já participa dessa nova tendência! Dia 15 de abril, aconteceu o lançamento do Adorabile Tijuca – empreendimento com unidades de 2 e 3 quartos, próximo a Conde de Bonfim.

      Características do projeto:

Terreno de 2.996,23 m²

Nº de torres: 2

Nº de andares: 9

N° de apartamentos por andar: 7

      Características do apartamento:

Apartamentos de 2 e 3 quartos, todos com suíte e varanda

Metragem: 57,48 a 78,22 m²

Vagas de garagem por apartamento: 1 vaga na garagem

      Projetistas do empreendimento:

Arquitetura: F&C Arquitetos

Decoração das áreas comuns: Lou Palhares Arquitetura & Design de Interiores

 Aproveite você também essa nova “onda” de desenvolvimento da cidade do Rio de Janeiro!

Sustentabilidade


Quem nunca ouviu falar nessa palavra? Definitivamente, sustentabilidade tornou-se um termo “da moda”. Economia sustentável, desenvolvimento sustentável, empresa sustentável, construção sustentável etc. Mas será que estamos utilizando a palavra da maneira correta e entendemos o que ela significa?

Buscando até mesmo na Wikipédia, encontramos diversas definições: “Em anos recentes, o conceito tornou-se um princípio, segundo o qual o uso dos recursos naturais para a satisfação de necessidades presentes não pode comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras, o que requereu a vinculação da sustentabilidade no longo prazo, um “longo prazo” de termo indefinido, em princípio.”

Sustentabilidade tem a ver com continuidade. Podemos dizer que algo é sustentável quando seu impacto no meio ambiente ou na sociedade em nada interfere em ações futuras. Vejamos os exemplos:

Para que a economia de um determinado país seja sustentável, todas as pessoas envolvidas devem ter igual possibilidade de acesso aos bens básicos e ainda, nenhum processo pode interferir no bem-estar dos próximos habitantes desse país. Ou seja, tudo deve estar em perfeito equilíbrio para essa e para as demais gerações.

Na construção civil não é diferente. Um edifício só será sustentável quando sua execução e manutenção não gerar nenhum problema para essa e para as próximas gerações. Ou seja, desde a escolha dos materiais utilizados até seu transporte até o local da obra não devem poluir o meio ambiente, não devem causar danos sociais e nem mesmo econômicos àquela sociedade.

A RJZ Cyrela já aplica práticas sustentáveis em suas construções.

  • Placas solares: Previsão para instalação do sistema de aquecimento de água por meio de placas solares, com aquecimento complementar do tipo central a gás.
  • Previsão para medidores individuais de água e gás: Redução de desperdício e fácil identificação de vazamentos.
  • Dispositivos economizadores de energia elétrica: Equipamentos para racionalização e redução do consumo de energia.
  • Coleta de óleo para reciclagem: Local para a coleta de óleo de cozinha, visando a redução da poluição.
  • Gestão de resíduos: Metodologia para gestão de resíduos, reutilização ou reciclagem.
  • Desenvolvimento tecnológico: Pesquisa de novas tecnologias, soluções, materiais e métodos construtivos.
  • Coleta seletiva de lixo: Infraestrutura para seleção e armazenamento de materiais recicláveis.
  • Dispositivos economizadores de água: Itens de redução do consumo de água.
  • Coleta de pilhas e baterias usadas: Local para coleta e contato com ONGs que reciclam esses materiais.
  • Projetos para produção: Busca constante pela otimização de recursos.
  • Acessibilidade: Itens projetados para proporcionar autonomia e conforto aos portadores de necessidades especiais.
  • Bicicletário: Espaço destinado ao estacionamento de bicicletas.

Todas essas ações visam a minimizar o impacto de um empreendimento na cidade. Ainda não é possível garantir que a obra não cause nenhum dano, mas podemos estar sempre de olho em novas tecnologias e maneiras de buscar essa tão falada “sustentabilidade”.

Sustentabilidade é, portanto, muito mais que uma palavra bonita: é a condição para a sobrevivência do planeta, do homem e de seus empreendimentos.

O que você tem feito no dia-a-dia para minimizar seu impacto no planeta?