Transoeste


Na última quarta-feira, dia 06/06/2012, foi inaugurada a Transoeste – obra do sistema viário na cidade do Rio de Janeiro que liga Santa Cruz à Barra da Tijuca, através do recém concluído túnel da Grota Funda (futuro Túnel José Alencar, uma homenagem ao vice-presidente morto no ano passado).

No primeiro momento, a Transoeste ainda passará por um período de testes, no qual os ônibus não circularão no período de rush (os 11 ônibus articulados circularão de 10:00h às 15:00h), e irão parar em 9 estações das 35 previstas para a primeira fase do projeto (1ª fase será totalmente concluída entre os dias 21 a 23 de junho).

Até agosto, a prefeitura espera que todo o sistema esteja em operação, quando circularão 91 ônibus articulados entre Santa Cruz e o Terminal Alvorada, com um total de 59 estações e dois terminais rodoviários.

Estima-se também que o tempo de viagem será de 50 minutos de uma ponta à outra (metade do tempo que se leva hoje). Cada veículo terá a capacidade para 140 pessoas, e a frequencia será de 1 ônibus a cada 2,5 a 12 minutos. Haverá ônibus expressos, com menor número de paradas, e os paradores, com maior número de estações. O sistema aceitará o Bilhete Único, e a tarifa custará R$2,75.

Tal obra contribui muito para o desenvolvimento da cidade do Rio, palco de grandes eventos que seguem no calendário. A modernização contribui ainda para o crescimento da indústria como um todo e do setor imobiliário, uma vez que o tempo de deslocamento das pessoas diminui e as opções de localização da moradia aumentam.

O Rio de Janeiro passa a ser um lugar ainda melhor para morar e investir!

Desenvolvimento Urbano Sustentável


O crescimento desordenado das cidades muitas vezes tende ao caos. Mais pessoas, mais carros, mais casas, mais comércio… Tudo, quando em exagero, pode trazer problemas relacionados à exclusão social, poluição, pobreza etc.

Para pensar no futuro das nossas cidades, o Governo Federal vai atuar para elaborar uma agenda internacional de desenvolvimento urbano sustentável, com o objetivo de incentivar a promoção de cidades sustentáveis do ponto de vista social, econômico e ambiental (reportagem do portal Terra).

Essa iniciativa é bastante importante para que as empresas que atuam no mercado imobiliário possam continuar contribuindo para o crescimento da cidade. É de interesse de todos que, junto do crescimento venha o DESENVOLVIMENTO de fato!

Parcerias público-privadas


O desenvolvimento urbano das cidades se dá, em teoria, pelas iniciativas do poder público. Mas hoje, mais do que nunca, podemos acompanhar as empresas privadas assumindo mais esse compromisso com a população. E no Rio de Janeiro não é diferente – hoje foi noticiada mais uma obra de infra-estrutura que será feita por meio de uma parceria público-privada, com a RJZ Cyrela, Carvalho Hosken e a Multiplan (administradora de shoppings centers) e a prefeitura do município. Será um novo mergulhão ligando a Avenida Luis Carlos Prestes à Avenida das Américas no sentido São Conrado.

É possível notar que a cidade se desenvolve com uma velocidade ainda maior quando há interferência da iniciativa privada. No Rio, temos grandes exemplos disso: Avenida Abelardo Bueno, a elevatória da península e alguns outros. Essas obras possibilitaram o crescimento e a urbanização de áreas ainda desocupadas e/ou degradadas.

Analisando a contribuição da RJZ Cyrela nesse contexto, somada à solidez que a empresa apresenta e que acompanhamos nos últimos dias (vide reportagem), basta olhar os empreendimentos para entender o motivo de tamanho destaque no setor.

A Tijuca, que passou anos esquecida; a Estrada dos Bandeirantes, que até então crescia a passos lentos, recebem agora grandes investimentos… São todas regiões que, ao estarem sob os olhares da RJZ Cyrela se transformam e criam novas áreas de investimento e moradia de qualidade.

Perspectiva – Adorabile Tijuca

Localização – Way Bandeirantes (100% vendido no lançamento em 17 de maio de 2012)

Veja os empreendimentos e identifique aquele que pode ser o seu desenvolvimento!

Crescimento de 390% no mercado do Rio de Janeiro!


Que o mercado imobiliário do Rio de Janeiro vem crescendo muito, não é novidade. Mas os números de fato impressionam – 390% de crescimento na última década. É o que aponta a reportagem publicada no site da ADEMI-RJ (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário).

No texto, destaca-se a atual demanda por imóveis comerciais, atendendo ao desenvolvimento dos bairros.

Confira o texto completo aqui.

Mais uma vez, a Barra é apontada como principal foco de lançamentos da cidade.

É o caso do bairro lançado pela RJZ Cyrela em parceria com a Carvalho Rosken – Cidade Jardim.

O local, com infraestrutura própria e um parque de 110 mil m², já conta com quatro empreendimentos lançados: Reserva Jardim, Reserva do Parque, Maayan e Majestic.

E, para atender a essa demanda, o Universe Empresarial já é um sucesso de vendas e está localizado no novo centro metropolitano do Rio de Janeiro – uma área de quatro milhões de m², exatamente ao lado do Shopping Metropolitano.

Aproveite os lançamentos e acompanhe o crescimento da capital mais pujante do Brasil!

Adorabile – Tijuca


A ADEMIRJ (Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro) publicou este mês um artigo sobre a nova área de desenvolvimento do Rio:

“Depois de um longo período de estagnação, a Tijuca – bairro tradicional da Zona Norte do Rio – volta ao topo dos preferidos do mercado imobiliário. O ressurgimento no mapa de empreendimentos se deve,em grande parte, à instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), que, desde 2010, devolveram a tranquilidade aos morros da região.

(…)

Para 2012, a expectativa é de que o desenvolvimento do bairro siga em ritmo acelerado, com crescimento em torno de 20%. O presidente da ADEMI, José Conde Caldas, diz que a Tijuca faz parte de uma retomada de investimentos perceptível em toda a Zona Norte.

“São Cristóvão e Del Castilho passam por fenômenos semelhantes. O importante é que o Rio cresce em diferentes direções. Os imóveis comerciais também estão em alta“, comenta Caldas.”

A RJZ Cyrela já participa dessa nova tendência! Dia 15 de abril, aconteceu o lançamento do Adorabile Tijuca – empreendimento com unidades de 2 e 3 quartos, próximo a Conde de Bonfim.

      Características do projeto:

Terreno de 2.996,23 m²

Nº de torres: 2

Nº de andares: 9

N° de apartamentos por andar: 7

      Características do apartamento:

Apartamentos de 2 e 3 quartos, todos com suíte e varanda

Metragem: 57,48 a 78,22 m²

Vagas de garagem por apartamento: 1 vaga na garagem

      Projetistas do empreendimento:

Arquitetura: F&C Arquitetos

Decoração das áreas comuns: Lou Palhares Arquitetura & Design de Interiores

 Aproveite você também essa nova “onda” de desenvolvimento da cidade do Rio de Janeiro!

O que vai acontecer com o Rio de Janeiro?


Nos últimos tempos, temos ouvido que a cidade do Rio de Janeiro está se desenvolvendo e que agora é a hora de investir por aqui. Copa do Mundo, Olimpíadas etc…

Na verdade, além dos eventos esportivos, serão muitos investimentos em todo o Estado do Rio de Janeiro – que tendem a valorizar também a Capital.

De acordo com a FIRJAN, “O Rio de Janeiro vai receber, de 2011 a 2013, investimentos públicos e privados que somarão R$ 181,4 bilhões. Comparado com a dimensão territorial do estado (43,7 mil km2), o volume do investimento é de mais de R$ 4 milhões por quilômetro quadrado, fazendo do Rio o maior concentrador de investimentos do mundo.
(…)
No setor de infraestrutura serão investidos R$ 36,3 bilhões; na indústria de transformação, R$ 29,5 bilhões; e, em turismo, R$ 1 bilhão. O setor de Petróleo e Gás receberá cerca de R$ 107,9 bilhões em investimentos da Petrobras e de empresas parcerias. E, para os demais setores, está previsto o total de R$ 6,7 bilhões.

Os principais investimentos são:

  • Os projetos relacionados à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos (R$ 11,5 bilhões);
  • Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (R$ 9,1 bilhões);
  • Usina termonuclear Angra 3 (R$ 8 bilhões);
  • Usina Termelétrica Porto do Açu Energia S.A. (R$ 5,1 bilhões);
  • Estaleiro da Marinha do Brasil / Prosub (R$ 3,8 bilhões);
  • Estaleiro OSX (R$ 2,3 bilhões);
  • Siderúrgica Gerdau – Consigua (R$ 2 bilhões).”

Projeto “Porto Maravilha”

Os diferentes investimentos farão a cidade do Rio de Janeiro “tirar o atraso” também no mercado imobiliário. Durante anos a Capital se desenvolveu a passos lentos e agora é a hora e aproveitar essa onda positiva!

E já é possível sentir esse clima favorável, não é mesmo?